Fonte: Leroy Merlin

Você sabia que o gesso é um dos materiais mais utilizados na construção civil? Isso acontece porque seu acabamento permite criar superfícies lisas e homogêneas, mas não para por ai, ele também pode suportar temperaturas de até 50ºC!

O gesso é comumente aplicado em tetos e paredes internas, não é comum vermos ele sendo usado do lado de fora das edificações pois sua exposição à água pode danificar sua estabilidade. Geralmente esse revestimento é aplicado diretamente sobre a alvenaria (cerâmica ou concreto), mas também pode ser aplicado em cima de uma argamassa já existente no local.

Quando pensamos no gesso como revestimento, temos que ter em mente que ele pode ser utilizado em forma de argamassa de gesso endurecido ou pasta. Contudo, é importante ressaltar que ao trabalhar com esse material devemos usar espessuras pequenas (algo em torno de 0,5cm), pois espessuras muito elevadas podem causar trincamentos na superfície danificando o acabamento.

Então já sabe, se for necessário trabalhar com uma parede que está muito irregular, recomendamos a aplicação do emboço para ajustar a superfície antes da aplicação do gesso.

Como todas as coisas relacionadas à construção civil, o gesso também tem normas técnicas específicas, a NBR 12129/2017 é quem determina as principais propriedades físicas relacionadas ao uso de gesso na construção civil e a NBR 13207/1994 é quem dita as diretrizes gerais sobre gesso na construção civil, vale ressaltar que existem normas especificas que tratam de drywall, lajes e outras coisas que podem envolver gesso, mas não falaremos delas aqui.

Gesso e Drywall: Ideias - Gesso Rio
Forro e paredes em gesso. Fonte: Gesso Rio.

Além do uso como revestimento em alvenaria e outras superfícies é possível encontrar o gesso em divisórias e forros, isso acontece porque esse material proporciona um bom conforto acústico e térmico, além de serem bem resistentes.

As principais aplicações do gesso são em revestimentos de alvenarias (gesso liso), blocos para execução de divisórias (bloquetes), placas de acartonado para forros e divisórias, ornamentos pré-moldados (molduras, painéis, faixas, placas decorativas, florões, etc..).

Bloco de Gesso Hidrófugo Vazado 7x50cm Super Gesso | Leroy Merlin
Bloco de gesso. Fonte: Leroy Merlin

Apesar de ser um material extremamente flexível, contar com uma boa aderência, aparência agradável e bons índices de isolamento acústico/térmico (é um ótimo isolante contra propagação de fogo), o gesso apresenta algumas desvantagens, esse material ao entrar em contato com a água pode se dissolver, tem baixa resistência a choques e pancadas, também não pode utilizar espessuras muito grandes (máximo 2cm e em casos bem específicos).

Para finalizar, vamos deixar aqui um passo a passo de como aplicar o gesso em alvenaria de acordo com o pessoal da Decorfácil.

Segundo eles para passar gesso na parede você precisará dos seguintes materiais:

  • Masseira;
  • Desempenadeira de PVC e de aço;
  • Colher de pedreiro ou espátula;
  • Régua de alumínio de 2m;
  • Cantoneiras de alumínio;
  • Sacos de gesso em quantidade suficiente para a aplicação da área.
Preparação da superfície
É preciso que a superfície esteja nivelada, sem rebarbas, recomenda-se que todas as partes referentes as instalações (hidráulica, elétrica, ar condicionado) estejam finalizadas.
Deve-se aguardar pelo menos 30 dias depois do levantamento das paredes e tetos para aplicar o revestimento com gesso, pois nesse período a argamassa já endureceu e não vai sofrer deformações, o concreto já assentou e o reboco também.
Remova toda a sujeira, pregos e qualquer objeto que possa prejudicar a aplicação do revestimento.

Mistura do gesso
Os pacotes de gesso são vendidos, em geral, em sacos de 40kg, em pó. O pó de gesso precisa ser misturado em água, numa proporção de 36 a 40 litros de água para cada saco e deve seguir uma ordem específica:
Encha a masseira com água e polvilhe o pó de forma que preencha a masseira por igual.
Deixe a massa em repouso por um período de 8 a 10 minutos para que o pó dissolva.
Em seguida, parte da pasta deve ser misturada, deixando o restante ainda em repouso na masseira.
Deixe a mistura repousar por mais um período de 3 a 5 minutos para a indução da pasta.
Observe a consistência da pasta, depois desse segundo período de espera, ela já pode ser aplicada nas paredes.
Ao final da aplicação dessa primeira parte da mistura, o restante que continuou em repouso já estará pronto para utilização sem a necessidade de mistura.

Aplicação na superfície
Usando o gesso liso desempenado
Comece a aplicação sempre de cima para baixo e proteja o chão de restos e respingos de massa cobrindo tudo com lona. Use cantoneiras para fazer o acabamento de quinas e cantos, elas protegem as quinas.
Molhe as paredes antes de aplicar a massa e, no teto faça a aplicação com uma desempenadeira de PVC em movimentos de vai e vem. Em seguida comece a aplicação nas paredes, sempre de cima para baixo. Tome cuidado com a espessura, ela deve ficar entre 1 e 3mm.
A segunda demão deve ser aplicada logo na sequência, em sentido cruzado à primeira camada e com a régua de alumínio você deve ir retirando os excessos e conferindo a espessura conforme as referências determinadas.
Use a desempenadeira de aço para nivelar bem a superfície, elimine ondulações e falhas. Por fim, aplique a última camada para corrigir possíveis falhas e chegar na espessura final desejada. O desempeno final deve ser feito com muito cuidado e capricho até que a superfície fique bem lisa e regular.

Usando o gesso liso sarrafeado
Nessa técnica o aplicador (ou gesseiro) faz linhas mestras e define a altura das camadas usando taliscas. Taliscas são pequenas peças de cerâmica em formato retangular que são fixados nas paredes para delimitar a espessura da massa.
Os espaços delimitados pelas mestras e taliscas são preenchidos com a pasta de gesso e o excesso vai sendo retirado com a régua de alumínio, como se você estivesse passando um sarrafo para nivelar a massa. Para finalizar, faça um desempeno com muito cuidado, semelhante ao descrito no processo de aplicação de gesso liso desempenado.
Decorfácil (2019)

Também deixaremos aqui um vídeo do canal Genésio Martins Gesso, onde ele mostra a aplicação de gesso liso direto no concreto. Nesse canal também é possível ver outros vídeos relacionados ao uso de gesso na construção cívil.

O Habitamos agradece sua visita, estamos sempre abertos a críticas e sugestões, caso tenha algum tema que quer ver tratado por aqui, deixa um comentário que a gente dá uma olhada.

Nesse artigo, utilizamos como referência:

DECORFACIL. Como passar gesso na parede: dicas de como fazer. [S.I.]. [2019] Disponível em https://www.decorfacil.com/como-passar-gesso-na-parede/. Acesso em: 13 de janeiro de 2021.

GESSO, Genésio Martins. Gesso liso direto no bloco. 2017. (6m13s). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=t2dGMZNMLEo>. Acesso em: 14 janeiro. 2021.

BQUALIDADE. As propriedades do gesso na construção civil. [S.I.]. [2017]. Disponível em: <https://www.banasqualidade.com.br/noticias/2017/03/as-propriedades-do-gesso-na-construcao-civil.php>. Acesso em: 13 de janeiro de 2021.

Caso precise citar esse artigo em algum trabalho de acadêmico utilize:

LOBO, Diego Augusto. Gesso, o que é? Onde aplicar?. Habitamos Arquitetura, 2020. Disponível em: <http://www.habitamos.com.br/vamos-falar-de-gesso/>. Acesso em: “colocar data aqui”.

Assine a Newsletter do Habitamos

No spam guarantee.

Deixe seu comentário e contribua com o crescimento do Habitamos