Capa do livro Introdução à Permacultura do autor Bill Mollison. Fonte: Instituto de Permacultura da Amazônia - IPA.

A Permacultura é um sistema de planejamento na escala humana para a criação de ambientes sustentáveis, produtivos em equilíbrio e harmonia com a natureza.  Seu nome derivou da expressão em inglês “PermanentAgriculture” criada por Bill Mollison e David Holmgren na década de 1970.

De acordo com Bill Mollison:

“Permacultura é o planejamento e a manutenção conscientes de ecossistemas agriculturalmente produtivos, que tenham diversidade, estabilidade e resistência dos ecossistemas naturais. É a integração harmoniosa das pessoas e a paisagem, provendo alimento, energia, abrigo e outras necessidades, materiais ou não, de forma sustentável.

Lida com as plantas, animais, edificações e infra-estruturas (água, energia, comunicações). Todavia a Permacultura não se trata somente desses elementos, mas, principalmente, dos relacionamentos que podemos criar entre eles por meio da forma em que colocamos no terreno.” (MOLISSON, 1981)

Como o próprio Molisson diz a Permacultura busca o equilibrio entre todos os seres de um determinado ecossistema, se isso parece confuso imagina o seguinte:

Sua casa, todo mundo que mora nela (pessoas, animais, fantasmas, seres imaginários, etc) e os espaços internos/externos (quarto, sala, cozinha, jardim, vizinho próximo, etc) são como um miniecossistema e tudo que tem nele cumpre um papel, a planta que ajuda no conforto térmico, o inseto que dissemina as sementes, a pessoa que paga as contas e ai por diante.

A Permacultura vai dizer que precisamos buscar o equilíbrio entre todos esses seres dentro do ecossistema para que as coisas sejam sustentáveis e para que ninguém use mais recursos do que realmente precisa.

A flor da Permacultura

Segundo o site Permaculture Principles, a jornada da Permacultura começa com as Éticas e os Princípios de Desenho, é um processo que se constrói com vários processos visando criar e manter uma cultura sustentável. Estas etapas estão conectadas por um caminho evolutivo em forma de espiral, inicialmente em um nível pessoal e local, para depois evoluir para o coletivo e global.

Éticas da Permacultura

A Permacultura pode ser dividida em três pilares éticos: cuidar da Terra, cuidar das pessoas e partilha justa. Esses princípios formam a base do Design em Permacultura e também podem ser encontrados na maioria das sociedades tradicionais. O conceito de ética é de fato muito amplo e vai variar dependendo do autor que se usa como referência, mas para facilitar nosso entendimento, vamos adotar nesse texto que as éticas são mecanismos que evoluem culturalmente e ajudam a regular os interesses individuais, elas vão dar uma melhor compreensão sobre o que é considerado bom ou mau, e isso varia de sociedade para sociedade.

“As éticas da Permacultura foram elaboradas a partir de uma investigação sobre a ética de comunidades, evidências de culturas que tem existido em equilíbrio com seu ambiente, por um período maior que as civilizações mais recentes. Isto não significa que deveríamos ignorar os grandes ensinamentos da modernidade, mas para a transição para um futuro mais sustentável, necessitamos considerar os valores e conceitos fora da norma social atual.” (permacultureprinciples.com)

Fonte: permacultureprinciples.com

Cuidar da Terra é entender que a Terra é uma entidade vida que respira, entender que se não cuidarmos dela as consequências podem ser irreversíveis. Também podemos dizer que cuidar da Terra é cuidar do solo vivo, isto é, buscar entender o solo e seus habitantes, procurar técnicas que ajudem à conservar a terra, sua saúde e a vida que ali habita.

Vamos pensar o seguinte, as florestas e os rios são os “pulmões e veias” do planeta, essas coisas nos ajudam a viver e respirar, dentro delas existem várias outras formas de vida e cada uma delas tem seu valor intrínseco e devem ser respeitadas pelas funções que executam.

Exemplo: eu sou alérgico a abelhas, mas entendo que elas são importantes para a disseminação do pólen e no crescimento de diversas plantas. Todo ser vivo tem uma função no ciclo do natural da vida, você pode não saber qual é, mas todos temos.

Cuidar das pessoas começa com cuidar de nós mesmos, expandindo-se em cuidar de nossas famílias, vizinhos, comunidades locais e além. O desafio é entender que se as pessoas são satisfeitas de maneira compassiva e simples o ambiente em todo delas tende a prosperar, deve-se pensar em crescer com autoconfiança e responsabilidade pessoal/social.

O foco deve ser em se concentrar no bem-estar que não esteja única e exclusivamente ligado aos bens materiais, cuidar uns dos outros sem produzir ou consumir mais do que o necessário.

Partilha justa decerto é uma das coisas mais importantes e complicadas de se conseguir, esse preceito envolve partilhar o que não necessitamos e reconhecer o quanto podemos dar e tomar. Infelizmente o modelo de sociedade em que a maioria de nós vive incentiva o oposto, ao invés de ter o necessário e compartilhar o excedente somos a todo instante estimulados a consumir freneticamente e acumular muito mais do que realmente precisamos. Isso esgota muitos recursos e afeta diretamente a vida natural e diversos ecossistemas.

Princípios de Design em Permacultura

Ao longo de mais de duas décadas os princípios de design permacultural foram organizados, aprimorados e finalmente publicados por  David Holmgren através do livro “Permacultura: princípios e caminhos além da sustentabilidade”,  titulo em português da versão de 2002. Segundo ele os princípios estão divididos da seguinte forma.

O que é Permacultura? Entenda os conceitos e a prática.
Os 12 princípios da Permacultura. Fonte: DRESCH, 2018

Esses 12 pontos também podem ser adotados como se fossem um checklist e quanto mais pontos conseguir adotar, melhor vai ser o resultado (desde que as soluções sejam bem feitas, não pode botar qualquer coisa para cumprir checklist heim).

Para fechar podemos dizer que a Permacultura busca fortalecer os laços entre a natureza e os seres vivos, pensando como humano dá para falar que devemos trabalhar com a natureza e não contra ela. É importante entender o ecossistema, suas funções, interações e a partir disso tirar o melhor proveito dele, crescer e desenvolver de uma maneira sustentável e eficiente.

Existem muitas coisas bacanas sobre o tema para falarmos (técnicas de design, projetos, modelos de composições vegetais, etc), mas esse artigo já tá grandinho então vamos parar por aqui hoje, caso queira ver algo sobre esses temas deixa um comentário ai embaixo. O Habitamos agradece sua visita e esperamos que tenha gostado desse texto, não deixe de conferir mais coisas navegando pelo site, temos muito material bacana.

Referências

DRESCH, Fátima. O que é Permacultura? Entenda os conceitos e a prática. Studio Alfa, 2018. Disponível em: <https://www.studioalfa.arq.br/post/2018/06/27/o-que-%C3%A9-permacultura-entenda-os-conceitos-e-a-pr%C3%A1tica>. Acesso em: 05/12/2020.

MOLLISON, Bill. Introdução à Permacultura. Yankee Permaculture, USA, 1981.

Permaculture Principles. Disponível em: <http://www.permacultureprinciples.com/pt/>. Acesso em: 01/12/2020

Caso precise citar esse artigo em algum trabalho de acadêmico utilize:

LOBO, Diego. Uma introdução ao que é Permacultura. Habitamos Arquitetura, 2020. Disponível em: <http://www.habitamos.com.br/uma-introducao-ao-que-e-permacultura/>. Acesso em: “colocar data aqui”

Assine a Newsletter do Habitamos

No spam guarantee.

Deixe seu comentário e contribua com o crescimento do Habitamos