Fonte: Pixabay

Hoje é dia 15 de Dezembro, dia do arquiteto e urbanista, essa é data que o CAU/BR começou a funcionar justamente para que coincidisse com o aniversário do arquiteto brasileiro, Oscar Niemeyer, que teve um grande papel na história da arquitetura brasileira, e é referência mundial. Essa celebração serve para lembrar a importância dessa profissão no planejamento e desenvolvimento das cidades , para que valorizemos cada vez mais esse profissional. Visando isso pergunto ao leitor: você sabe o que um arquiteto e urbanista faz?

É muito comum que algumas pessoas relacionem o profissional com “apenas alguém que faz decoração”, mas a profissão engloba muito mais. O arquiteto e urbanista pode planejar e desenvolver planos urbanos, gerenciar obras, organizar espaços internos e externos, criar cenários físicos ou virtuais, e tudo isso considerando aspectos sociais, demográficos, ambientais, técnicos, culturais e econômicos. Segundo o que está regulamentado pela lei federal n°12.378 , o arquiteto tem as seguintes atribuições:

I – supervisão, coordenação, gestão e orientação técnica; 

II – coleta de dados, estudo, planejamento, projeto e especificação; 

III – estudo de viabilidade técnica e ambiental; 

IV – assistência técnica, assessoria e consultoria; 

V – direção de obras e de serviço técnico; 

VI – vistoria, perícia, avaliação, monitoramento, laudo, parecer técnico, auditoria e arbitragem; 

VII – desempenho de cargo e função técnica; 

VIII – treinamento, ensino, pesquisa e extensão universitária; 

IX – desenvolvimento, análise, experimentação, ensaio, padronização, mensuração e controle de qualidade; 

X – elaboração de orçamento; 

XI – produção e divulgação técnica especializada; e 

XII – execução, fiscalização e condução de obra, instalação e serviço técnico. 

Todas essas atividades tratadas neste artigo de lei se aplicam em diversos campos de atuação que esse profissional pode se especializar como:

Fonte: Pixabay

Construção civil

Onde o profissional pode tratar da concepção, gerenciamento e/ou execução de projetos. Também pode fazer acompanhamento de obras entre outras atividades ligadas a construção civil.

Arquitetura de Interiores

Concepção e execução de projetos de ambientes e mobiliários, podendo trabalhar com residências, escritórios ou áreas comerciais, o arquiteto busca encontrar soluções para ter espaços mais funcionais, com conforto térmico e acústico, atendendo as demandas dos clientes.

Fonte: Pixabay

Arquitetura Paisagística

Aqui o profissional pode trabalhar com a concepção e execução de projetos para espaços externos, livres e abertos, privados ou públicos, como parques e praças, considerados isoladamente ou em sistemas, dentro de várias escalas. 

Patrimônio Histórico Cultural e Artístico

Seja ele arquitetônico, urbanístico, paisagístico ou de monumentos, o arquiteto pode se especializar em restauro, encontrando soluções tecnológicas para reutilização, reabilitação, reconstrução, preservação, conservação ou valorização desses patrimônios.

Planejamento Urbano e Regional

Como urbanista, se pode trabalhar com o planejamento físico-territorial, em planos de intervenção no espaço urbano, metropolitano e regional. Buscando soluções para sistemas de infraestrutura, saneamento básico e ambiental, sistema viário, sinalização, tráfego e trânsito urbano e rural, acessibilidade, gestão territorial e ambiental, parcelamento do solo, loteamento ou arruamento.  

Topografia

O arquiteto pode se especializar na elaboração e interpretação de levantamentos topográficos cadastrais para a realização de projetos de arquitetura, de urbanismo e de paisagismo.

Tecnologia

Também pode se especializar em resistência dos materiais, dos elementos,produtos de construção, trabalhar com sistemas construtivos, estruturais e também nas pesquisas novas tecnologias para instalações e equipamentos referentes à arquitetura e urbanismo.

Conforto Ambiental

Muitos arquitetos trabalham com projetos de aprimoramento acústica, lumínica e ergonômicas. Onde melhoram a qualidade de um espaço, trazendo conforto ambiental.

Meio Ambiente

Estudo e Avaliação dos Impactos Ambientais, Licenciamento Ambiental, Utilização Racional dos Recursos Disponíveis e Desenvolvimento Sustentável, Sistemas de Tratamento de Resíduos, Mapeamento de Áreas de Proteção. 

Acadêmico

Outra possibilidade de atuação é como professor universitário ou como pesquisador. Um espaço onde se aprende todos os dias e que contribui com o crescimento da área e formação de novos profissionais.

Fonte:Pixabay

Além dessas áreas, há muitos arquitetos em outros campos em que o aprendizado arquitetônico pode contribuir, como:

Fotográfico

Expandindo horizontes podemos ver profissionais que atuam com a fotografia de arquitetura. Onde o arquiteto sabe o que deve valorizar nas imagens, e traz registros que ajudam a entender e vender projetos.

Cenografia

Quem se dedica a esse campo usando seus conhecimentos em arquitetura, ambienta espaços para trabalhar todas as experiências sensoriais dos seus visitantes, de forma lúdica e integrada. Podendo trabalhar geralmente com televisão e teatro, mas também atuando em estandes de vendas e feiras de eventos.

Especialista em BIM

Como cada vez mais escritórios querem representar seus projetos de forma realista e integrando todos os processos envolvidos no projeto (arquitetônico, hidraúlico, elétrico, estrutural, etc), esse campo de trabalho tem crescido bastante, por isso é essencial ter profissionais especializados nessa área.

Design de jogos

Muitos jogos apresentam como cenário cidades cada vez mais realistas, mas que ainda podem representar lugares que existem ou existiram, como também trazer vida á espaços utópicos e inovadores. O conhecimento de um arquiteto pode agregar muito a construção desses cenários.

Fonte:Pixabay

Esses são só alguns exemplos de campo de atuação em que o profissional de arquitetura e urbanismo pode ter um papel importante e pode contribuir com a nossa sociedade. Todos os dias esses profissionais ajudam a construir as casas, edifícios e cidades em que vivemos e transformam sonhos em algo real. Por essas e outras é importante valorizarmos essa profissão e saber dar o devido reconhecimento ao trabalho dessas pessoas, produzir tudo isso ai vai muito além de fazer só um “desenho”.

O Habitamos agradece sua visita, caso tenha alguma crítica ou sugestão deixe um comentário, que gostamos muito de ler. Visite também nossa página inicial onde temos outros artigos como este.

Assine a Newsletter do Habitamos

No spam guarantee.

Deixe seu comentário e contribua com o crescimento do Habitamos