Aplicação de massa corrida no teto. Fonte: Decorfácil.

Neste artigo vamos falar sobre massa corrida, para que ela serve e como devemos fazer sua aplicação. Esse material é um produto que podemos utilizar para preparar superfícies que vão receber pinturas, por isso é indispensável quando se pensa em acabamentos lisos, uniformes e mais duráveis.

É importante dizer que a massa corrida contém propriedades selantes que reduzem o consumo de tinta, pois torna a superfície do material onde foi aplicado menos porosa fazendo com que ele absorva menos líquido. Além disso, também é bastante utilizada para nivelar paredes, pois auxilia na velocidade do lixamento.

Tipos de massa corrida

No mercado existem atualmente algumas variações desse produto, mas as mais comuns são a massa acrílica e a massa corrida PVA, a principal diferença entre elas é que uma é mais recomendada para o lado externo (massa acrílica) e a outra para interiores (PVA).

A massa corrida de PVA geralmente é mais barata, pois não oferece resistência a umidade e chuvas, enquanto a massa corrida acrílica é ideal para quem precisa de uma vedação completa. No mercado existem marcas que disponibilizam a massa corrida colorida, dispensando o uso da tinta.

Esse material permite conseguir efeitos de texturas e formas que podem ser utilizados para personalizar o ambiente. Outros tipos de massa corrida que encontramos por aí são as plásticas, multiuso, específicas para madeira e para calafetar.

Plástica: funciona como cola, geralmente usamos ela quando precisamos colar peças como pias e vasos, essa massa também pode ser usada para corrigir imperfeições em caixas d’água e materiais como mármores e granitos.

Multiuso: trabalha como as tradicionais, porém sua aplicação é mais rápida e prática, funciona bem para assentar, rebocar e revestir superfícies.

Para madeira: tem um uso bem específico, elas podem vir com cores baseadas em tons de madeira e são utilizadas tanto dentro quanto fora da construção, normalmente recorremos a essa massa para corrigir imperfeições na madeira, tais como furos, pequenas rachaduras e bolhas.

Para calafetar: esse tipo é voltado para o preenchimento de danos visíveis e profundos, tais como trincas, fissuras, buracos, frestas etc. Tem uma plasticidade muito boa, não escorre nem fica quebradiço. Além disso tem uma boa aderência em materiais como vidro, plástico e metais. Contudo não recomendamos usar em superfícies de silicone e polietileno, já que as reações químicas da massa com esses materiais não costumam dar muito certo.

Massa corrida como textura. Fonte: Leroy Merlin.

Modo de aplicar

Para exemplificar o modo de execução da massa corrida vamos utilizar o passo a passo disponibilizado pela decorfácil.

Prepare a parede
Limpe bem as paredes, elas devem estar livres de sujeiras, mofo, poeira, manchas, graxas, partículas soltas, pinturas antigas;
Se for necessário limpe as paredes com água e detergente neutro e, se houver pontos de mofo, aplique uma mistura de água e cloro; Espere secar bem, não tenha pressa para aplicar a massa corrida ou o resultado não será o desejado;
Lixe as paredes com lixa grossa (nr 180) e limpe de novo para retirar o pó passando uma vassoura ou um pano macio, pois as impurezas atrapalham a aderência da massa à parede.

Aplique o selador
Aplique a emulsão seladora com um rolo de pintura;
Só é necessário aplicar o selador se a parede já estiver pintada ou se houver contato direto com a umidade;
Aguarde a secagem que pode variar de 1 a 4 horas.

Prepare a massa
Observe as orientações do fabricante, mas de maneira geral, as massas corridas disponíveis no mercado já estão prontas para uso;
Se ela estiver muito dura, dilua a massa com água na proporção de 5 a 10% do volume, bata muito bem para que ela fique homogênea e use em até 24 horas no máximo.

Aplique a massa
Comece a aplicação sempre pelo canto da parede em direção ao centro e, de preferência, de baixo para cima;
Use a espátula para retirar uma quantidade adequada de massa de dentro da embalagem e coloque sobre a desempenadeira que vai ser usada para aplicar o produto contra a parede;
A espátula alimenta a lateral maior da desempenadeira com a massa enquanto você vai esticando a massa sobre a parede sempre de olho para que fique fina e uniforme;
Aplique camadas finas e em pequenos espaços de forma que, em mais ou menos 2 minutos você possa utilizar a desempenadeira para retirar o excesso de massa;
Para um melhor resultado, aplique duas demãos de massa corrida, sendo que a primeira vai corrigir as principais imperfeições e a segunda vai finalizar deixando a parede bem lisinha;
Deixe secar pelo menos por 24 horas entre uma demão e outra e após a aplicação da segunda demão, a sua parede vai ficar pronta para a pintura após mais ou menos 3 horas.

Finalização Lixe as paredes novamente, dessa vez usando uma lixa fina, apenas para garantir um resultado o mais uniforme possível;

Aqui embaixo tem um vídeo do canal AECWEB onde é mostrado como podemos fazer essa aplicação.

No geral esse artigo abordou as principais informações relacionadas as massas corridas. Se ficou curioso sobre revestimentos, dá uma olhada nesse artigo que dá uma introdução bacana e nesse aqui onde explicamos o que são argamassas.

O Habitamos agradece sua visita, estamos sempre abertos a críticas e sugestões, caso tenha algum tema que quer ver tratado por aqui, deixa um comentário que a gente dá uma olhada.

Nesse artigo, utilizamos como referência:

DECOR FÁCIL. Como passar massa corrida: passo-a-passo completo. [S.I.]. [2019b] Disponível em https://www.decorfacil.com/como-passar-massa-corrida/. Acesso em: 2 de novembro de 2020.

TINTAS. Massa corrida – o que é e para que serve? [S.I.]. [2016] Disponível em https://www.tintas.net.br/2016/02/29/massa-corrida-o-que-e-e-para-que-serve/. Acesso em: 2 de novembro de 2020.

Caso precise citar esse artigo em algum trabalho de acadêmico utilize:

LOBO, Diego Augusto. Massa corrida. O que é? Quais os tipos? Onde usar?. Habitamos Arquitetura, 2020. Disponível em: <http://www.habitamos.com.br/massa-corrida-o-que-e-quais-os-tipos-onde-usar/>. Acesso em: “colocar data aqui”.

Assine a Newsletter do Habitamos

No spam guarantee.

Deixe seu comentário e contribua com o crescimento do Habitamos