Democracia, patrimônio e direitos: a década de 80 em perspectiva

0
64

Nos dias 10 e 11 de junho, vai acontecer na Faculdade de Arquitetura da USP um seminário sobre democracia, patrimônio e direitos na década de 80, é um evento gratuito e com direito a certificado para quem participar de pelo menos 75% das atividades. Abaixo segue o texto chamada divulgado pela equipe organizadora.

“A década de 1980 no Brasil é marcada pelas disputas políticas do processo de redemocratização. As articulações para a saída do regime militar e os caminhos para a democracia levaram quase uma década de consolidação: de 1979, com a Lei da Anistia até a Constituição Cidadã em 1988 e as eleições diretas em 1989, dez anos de pressões e lutas democráticas tiveram lugar. A luta por direitos urbanos e a ação dos grupos sociais nas demandas pelo direito à moradia e, sobretudo, à cidade serão sentidas desde o final dos anos 1970 e ganhando protagonismo ao longo da década de 1980. Neste processo, assiste-se a reações variadas às sucessivas transformações ao longo do período de ditadura militar em que a “modernização conservadora autoritária” modificou, dentre outras coisas, o padrão de urbanização do país.

O patrimônio cultural passou a se situar no vértice das ações e debates sobre o urbano, mas não somente. As disputas por memórias e narrativas acerca da identidade nacional colocaram o passado e a preexistência física das cidades no campo de disputas que pressionaram por ações para além daquelas impostas pela chamada “ortodoxia do patrimônio”, nas palavras de Marly Rodrigues (2000). Dentro do Instituto do Patrimônio do Histórico e Artístico Nacional – IPHAN e, para muito além dele em órgãos estaduais e municipais de fora do campo específico do patrimônio cultural, chegando até as políticas constitucionais, assiste-se a uma ampliação sem precedentes.

O Seminário tem por objetivo ampliar a compreensão das práticas patrimoniais e de sua história no Brasil, focalizando o olhar na década da redemocratização. Este foi um momento de muitas transformações no pensamento sobre a preservação em âmbito nacional, redundando em ações, debates e políticas inovadoras no contexto da história do patrimônio brasileiro. O período culmina na promulgação da Constituição Federal de 1988, em que os preceitos de patrimônio cultural brasileiro foram legalmente transformados, incluindo expressões que extrapolam o excepcional e incluem toda sorte de temas da cultura.

Com essa perspectiva, reunimos nesse seminário trabalhos que se debruçam sobre aspectos diversos e complementares do período e pretendem ser uma contribuição à compreensão da história e da historiografia do patrimônio cultural brasileiro, na medida em que apresentam e problematizam este período de modo inédito. Foram organizadas seis mesas, com vistas a dar conta de uma da multidisciplinaridade do campo e da multiplicidade significativa de questões do campo que ganham novas configurações e protagonismo nos anos 1980 e alcançam desdobramentos significativos nas décadas subsequentes, configurando-se também novos problemas no campo das políticas de patrimônio. Reunimos, para tanto, um conjunto variado de pesquisadores, oriundos de campos disciplinares diversos como história, ciências sociais, arquitetura e urbanismo e geografia, procurando contemplar a diversidade regional do território nacional. Patrimônio cultural como direito conquistado através de lutas vivenciadas cotidianamente nas zonas urbanas e rurais no Brasil é, portanto, um legado dos anos 1980 que buscamos apresentar nesse seminário de modo complexo, evitando antagonismos simplistas, com vistas a consolidar conquistas e fortalecer essa perspectiva, numa clara tomada de posição sobre os caminhos das políticas de patrimônio na atualidade.”

A organização do evento está a cargo das professoras Flávia Brito do Nascimento (FAU USP) e Marcia Regina Romeiro Chuva (UNIRIO)

Informações:

  • Vagas: não especificado
  • Dia(s): 10 e 11 de junho de 2019 .
  • Horário: 09h30 às 19h00.
  • Local: Auditório Ariosto Mila – FAU/USP (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo) .
  • Endereço: R. do Lago, 876 – Butantã, São Paulo
  • Inscrições: http://bit.ly/patrimonioedemocracia (Obs: Será possível realizar a inscrição presencial na data do evento)

A programação completa pode ser conferida aqui

Esse texto foi originalmente publicado como um evento do facebook Seminário: Democracia, patrimônio e direitos: a década de 80 em perspectiva


Assine a Newsletter do Habitamos

No spam guarantee.

Deixe seu comentário e contribua com o crescimento do Habitamos