Tipos de tinta
Fonte: pixabay.com

Pintar a casa é uma forma de renovar a aparência, refletir melhor a iluminação e mudar as percepções de espaço e hoje viemos ajudar você que decidiu pintar sua parede, mas ao chegar na loja se deparou com várias opções, tipos e aplicações, e não soube qual escolher. Então vamos falar um pouco sobre as mais utilizadas.

Latéx PVA

É uma tinta solúvel em água e fácil de aplicar, tem secagem rápida, o cheiro não é tão forte, além de ser mais barata em comparação com outros tipos de tintas.

O acabamento dela é fosco, e é mais recomendável para áreas internas, porque tem pouca resistência a sol e chuva. Muitas pessoas usam em tetos ou em áreas menos utilizadas da casa, porque essa tinta não resiste á lavagens, quando suja pode ser limpa apenas com um pano úmido, sem esfregar muitas vezes, por que ela mancha com muita facilidade. Então se tiver criança em casa que precisa se apoiar com a mão na parede para andar pela casa, essa tinta não é melhor opção.

Paredes de gesso, são mais porosas e soltam algumas partículas, e por essa razão antes de pintar com a tinta latéx normal é preciso passar primeiro um fundo preparador para criar uma superfície que possa ser pintada. Como isso dá um pouco mais de trabalho, foi criada a tinta látex para gesso que além de dispensar o fundo preparador, evita que a parede fique amarelada.

Fonte: Patrick Tomasso/Unsplash

Acrílica

Também é solúvel em água, fácil de aplicar, tem secagem rápida, e o cheiro é um pouco mais forte que a látex. Ela tem melhor cobertura, então precisa de menos demãos, e é impermeável, ou seja, você consegue limpar com mais facilidade, sem manchar (caso suje um pouquinho) porque essa tinta cria uma pequena película sobre a parede que retém os líquidos. Ela é indicada tanto para ambientes internos, como externos e tem três tipos de acabamento:

O fosco: tem um aspecto mais aveludado e disfarça melhor imperfeições da parede.

O acetinado: bastante usado, ele é um pouco mais brilhante, e fica no meio termo entre o fosco e o semi- brilho em questão quanto mostra as imperfeições da parede.

O Semi-brilho: apesar do “semi” no nome ele é o mais brilhante, parece mais um esmalte, e mostra bastante as imperfeições, então precisa preparar bem a parede e deixa-la perfeitamente uniforme.

Lavável

Também existem as tintas acrílicas laváveis, que são solúveis em água, são fáceis de aplicar e tem pouco cheiro. O maior diferencial dela é que ela cria uma película bastante impermeável ao ponto de repelir líquidos, sendo a mais fácil de limpar e muito mais difícil de manchar. É muito indicada para cozinhas, quartos de criança, ambiente com muitos animais ou qualquer lugar que suje muito e que isso seja um problema.  

Fonte:David van Dyck/Unsplash

Esmalte

Essa é indicada para ferro e madeira, e também tem como opção o fosco, acetinado e semi-brilho, porém todas tem um pouquinho de brilho, mesmo a versão fosca, e ela pode ser de dois tipos:

 A base de água: O cheiro é menos forte, um pouco menos resistente, e mais fácil de aplicar.

 A base de solvente: cria uma película depois que seca, o que o torna resistente a sol e chuva, sendo recomendado para áreas externas, porém a aplicação é mais trabalhosa e a secagem é lenta.

Fonte: Alexey Li/ Unsplash

Epóxi ou tinta universal

É uma tinta super durável e resistente, e pode ser usada em diversas superfícies, paredes, tetos e até pisos. Apesar de ser muito usada em azulejos, deve-se ter em mente que nessa superfície em especifico a resistência da tinta diminui um pouco. E deve-se evitar usa-la em áreas externas com muita incidência de luz solar, porque ela não resiste aos raios UV e costuma desbotar e mudar de cor.

Se caso precise de uma tinta com essas mesmas características e que ainda possa usar em áreas externas sem esse problema, você pode optar por tintas com poliuretano.

Cal pigmentado

É uma opção muito mais barata, e a aplicação é mais trabalhosa, o produto vem branco e você terá que comprar a pigmentação e misturar até que alcance a cor que você deseja. Se pintar com um pincel que deixa as suas marcas na parede, consegue-se criar uma parede com a aparência mais envelhecida e mais rústica, o que pode ser muito bonito. Mas cuidado, o cal pigmentado não pode ser aplicado sobre outro tipo de tinta, a parede deve estar limpa, e após terminar a pintura deve-se passar um fixador de cal, para não correr o risco de descascar.

Abaixo temos um quadro síntese das principais tintas e onde podemos utiliza-las:

Fonte: SANTOS, Liane Ferreira dos; REAL, Ligia Vitória; LOPES, Karina Leonetti. Materiais de Construção Civil II. 2018. 212p. Editora e Distribuidora Educacional S.A., Londrina, 2018.

Enfim, este artigo teve o intuito de apresentar os tipos de tinta e suas principais características, visando facilitar a escolha e a compreensão do leitor sobre esse assunto.Caso precise também de dicas de qual cor escolher para sua casa, temos uma série de artigos sobre cores, acesse e fique por dentro.

Esperamos que esse artigo tenha sido útil, o Habitamos agradece sua visita, se quiser perguntar algo ou dar sugestões de temas para gente, deixe seu comentário!

Assine a Newsletter do Habitamos

No spam guarantee.

Deixe seu comentário e contribua com o crescimento do Habitamos